Seguidores e parceiros!!!!

segunda-feira, 31 de maio de 2010

TUAREG!!!!!

Uma bonita entrevista com um tuareg realizada por:

VÍCTOR-M. AMELA a: MOUSSA AG ASSARID)

Tuareg

Nasci em um acampamento dos nômades tuaregs Fui pastor de camelos, cabras, cordeiros e vacas de meu pai. Hoje estudo gestão na Universidade de Montpellier. Sou muçulmano, sem fanatismo.

- Que turbante tão formoso!


É uma fina tela de algodão: permite tapar o rosto no deserto, e continuar a ver e respirar através dele. É de um azul belíssimo…
Nós, os tuaregs, somos chamados de homens azuis por isso: O tecido solta alguma tinta e nossa pele adquire tons azulados. Para os tuaregs o azul é a cor do mundo

-Por quê?

É a cor dominante: é a cor do céu, do teto de nossa casa.

-Quem são os tuaregs?


Tuareg significa “abandonado”, porque somos um velho povo nômade do deserto, solitários e orgulhosos: “Senhores do Deserto, é como nos chamam.

- A que se dedicam?


Pastoreamos rebanhos de camelos, cabras, cordeiros, vacas e asnos num reino de imensidão e de silêncio

O deserto é realmente tão silencioso? Quando se está sozinho naquele silêncio, ouve-se o batimento do próprio coração. Não há lugar melhor para se estar sozinho.

-Quais recordações de sua infância você conserva com maior nitidez?

Desperto com a luz do sol e ali estão as cabras de meu pai. Elas nos dão leite e carne, nós a levamos onde há água e pasto… Assim fizeram meu bisavô, meu avô e meu pai… e eu. Não havia outra coisa no mundo, além disso. E eu era muito feliz com isso.

- Então esse mundo e aquele são muito diferentes, não?


Ali cada pequena coisa te proporciona felicidade. Cada toque é valorizado. Sentimos uma enorme alegria pelo simples fato de nos tocarmos e estarmos juntos. Ali ninguém sonha com chegar a ser, porque cada um já o é!

-O que mais o chocou em sua primeira viagem à Europa?


Ver as pessoas correndo pelo aeroporto. No deserto só se corre quando vem uma tempestade de areia. Assustei-me. É claro! Depois, no Íbis Hotel vi a primeira torneira da minha vida vi a água correndo e senti vontade de chorar…

- Que abundância! Que desperdício! Não?

Todos os dias da minha vida consistiam-se em procurar água. Quando vejo as fontes ornamentais aqui e acolá, continuo sentindo por dentro uma dor tão intensa…

- O que sucedeu com sua família?


Convenci meu pai que me deixasse ir à escola. Quase todo dia caminhava 15 km. Até que um dia o professor me arranjou um lugar para dormir e uma senhora me dava o que comer, quando

eu passava em frente à sua casa.

- De onde surgiu esse desejo de estudar?


Uns dois anos antes havia passado pelo nosso acampamento o rally Paris-Dakar, uma jornalista deixou cair um livro de sua Mochila. Eu o apanhei e lhe entreguei. Ela me deu o mesmo de presente. Era um exemplar do Pequeno Príncipe e eu me prometi que um dia conseguiria lê-lo.

- E conseguiu.

Sim! Foi assim que consegui uma bolsa de estudos na França

- Sim! E o que você acha pior aqui?


Vocês têm tudo, mas não acham suficiente. Vocês se queixam. Na França passam a vida reclamando! Aprisionam-se pelo resto da vida à uma dívida bancária, num desejo de possuir tudo rapidamente...

No deserto não há congestionamentos. e você sabe por quê?

Porque lá ninguém quer ultrapassar ninguém!


- Conte-me um momento de extrema felicidade no seu deserto distante.


Todo dia, duas horas antes do pôr do sol: a temperatura abaixa, e os homens e os animais, lentamente voltam para o acampamento e seus perfis são recortados em um céu cor de rosa, azul, vermelho, amarelo, verde...

Fascinante, na verdade... É um momento mágico...

Entramos todos na cabana e colocamos o chá para ferver. Sentamo-nos em silêncio, a ouvir a ebulição...
A calma invade todos nós, e o nosso coração bate ao ritmo do barulho da fervura...

Aqui vocês têm relógio… lá temos tempo!!

NA NOSSA VIDA O TEMPO NÃO DEVE SER APENAS O MARCADO NO RELÓGIO.

QUANTAS VEZES NOS NOSSOS DIAS NOS FALTA “O TEMPO”?

O tempo é como um rio. Você não pode tocar a mesma água duas vezes, porque a água que passou, não passará de novo. Aproveite cada momento da vida... ENCONTRE TEMPO PARA VIVER

Bjs

Teresa Carneiro

2 comentários:

  1. Oi amiga, vim oferecer o meu selinho de 120 mil visitas e o selo Amidade Sincera.
    Beijinhos!
    Olímpia ♥

    ResponderExcluir

"ESCOLHER A EDUCAÇÃO É ASSUMIR O COMPROMISSO COM O ALUNO E CONSIGO MESMO!"