Seguidores e parceiros!!!!

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Filhos que manipulam os pais


“É chato dizer não para o meu filho”. Certamente, você já deve ter seguido essa linha de raciocínio pelo menos uma vez na vida. Mas, saiba que esse “não”, futuramente, pode ser uma tacada certeira para o decorrer da relação pai/mãe e filho.

O problema mora justamente aí. Muitos pais acham que dizer sim ou aceitar tudo que as crianças pedem, irá compensar a ausência enquanto trabalham fora. Ou simplesmente porque dizer sim é mais fácil e estão cansados para escutar as reclamações e choradeiras dos pequenos.

Aceitar tudo o que o querido de casa determina é a porta de entrada para uma má educação por parte dos pais.

O reflexo disso é visto não tão somente dentro de casa, mas o falso autoritarismo da criança é transportado para o mundo externo, ou seja, para a escola e também nas relações com outras crianças. É cada vez maior o número de queixas de professores em relação à indisciplina e à falta de limites de crianças, fruto de uma educação refém das normas e determinações do filho.

O novo dono da casa - com apenas três anos de idade, já é possível detectar traços de dominação no ambiente familiar. Na base do condicionamento, os pais vão se acostumando a executar determinadas ações que nem sempre são aconselháveis para uma boa formação educacional.

E isso é ruim para a criança, pois, sem saber, terá enorme dificuldade de convivência com os demais. Inicialmente, como os pais permitirem tudo, a criança tende a não se sentir amada. Excesso de tolerância pode significar indiferença e falta de amor.

Conseqüentemente, esse ambiente centralizador gera insegurança e até mesmo agressividade no comportamento infantil. Já em um ambiente estranho, a criança terá grandes dificuldades para agir, pois não será a “dona do pedaço”, fazendo com que a insegurança e a agressividade se transformem em autodefesa.

Mostrar para a criança o que pode e o que não pode, fazendo com que reconheça sim e o não; ficar bravo quando a criança faz algo errado e mostrar que ficou feliz quando acerta nas suas atitudes são reações fundamentais para o crescimento e entendimento de seu filho.

Não há como cuidar dos filhos “sob uma redoma”, na qual tudo é permitido. A sociedade vai cobrar limites e nem tudo que a criança quiser vai conseguir. Estabelecer limites e disciplina requer paciência e firmeza.

Os pais precisam entender que poupar o filho de situações difíceis, superprotegendo-o, abrindo mão dos limites, é o primeiro passo para problemas mais sérios na adolescência.

Criança que cresce achando que pode tudo e que só terá coisas boas na vida, terá mais propensão a ser seduzido por outros fatores que funcionam como “iscas” para fugir da realidade que encontrará, entre os quais a bebida e as drogas.


Portanto, pense duas mil vezes antes de dizer um “sim” ou “não”. Em breve, seu filho agradecerá por isso.
(Texto recebido por e-mail sem nome do autor)


5 comentários:

  1. Oi, eu estou de volta para casa com Matej.

    Gostaria de responder a seus artigos, a caixa mensagem nao se encaixa o que tenho a dizer.

    Quando penso em seus artigos sobre educacao dos filhos, e devo dizer que o nosso país é quase o mesmo, muitos pais querem que seus filhos a ouvir e por vezes os seus olhos lhe dizem ěue nao tem tempo para ir em outro lugar. algumas criancas vent essa falta de interesse na direcao errada, volta as drogas leves. Ou fazendo coisas ruins.

    O tempo de hoje é muito precipitada, muitos pais preferem deixar o meu filho no excuro do ěue seriam ouvidas.

    Talvez para mim, eu munca falhou, nem eu nao tomar drogas, eu era exemplar e digno filho, que é bem enxinado. Mae, eu perdi um adolescente - morreu. Um pai para mim tinha palavras amáveis e até mesmo para seu irmao. Eu perdi comunicacoes.

    Tenho agora com seu filho quando ainda era um bebe cumicando muito, muito falcar com ele, porque as palavras amáveis e amor na forma ěue acrianca é desejada e amada.

    Para o seu próximo artigo, que aludiu a Interner. A Interner é uma coisa boa, mas para a crianca e perigoso que voce pode encontrar páginas sobre a violencia. Mas a Internet está cheia de mentiras e de pessoas más, que a crianca vai escrever sob o pretexto de amizade, exxas pessoas podem muito bem vir a ser um pedófilo, e pode machucar a crianca fisicamente.

    Espero que o compilador traruz um pouco compreensível, seus artigos eu realmente gosto, eu quero um sábado agravel, Radka.

    PS:

    ResponderExcluir
  2. Algumas de suas palavras com as letras do teclado brasileiro Checa nao é nossa esperanca de que ficará claro o que eu escrevo, bye.

    ResponderExcluir
  3. Difícil os pais enxergarem esse comportamento de manipulação. Várias vezes fiz esse tipo de orientação em consultório, é incrível a situação onde chega, tem pai que chega a dormir no chão para o filho dormir com a mãe. Os motivos são diversos: "a queda do cobertor", "fico mais segura com ele perto", "cai da cama"...e etc

    ResponderExcluir
  4. Linda não estou entendendo, toda vez que vc entra lá, eu retorno aqui!!! Se vc comentou eu postei!!! Se visitou, eu retornei!!! Sinto muito essa confusão, mas sou sua seguidora até o fim!!! Tenho trabalhado demais... se vc viu a postagem, estou cuidando de duas casas e como mamãe resolveu dar uma ajeitada na casa dela, estou fazendo comida pra 8 e até 10 pessoas todo dia... quando subo pro meu quarto a noite, só quero dormir.... Deixe as coisas se acomodarem e retornaremos nossos papos, tá...
    Tiamu!!!
    Bjsss

    ResponderExcluir
  5. Teresa: ¡¡GENIAL!! Hermosísimo el sello de nuestra Querida Mafalda
    ¡¡Muchas Gracias!!por recordarla, es parte de nuestras vidas.
    Te mando un fuerte abrazo.
    Liliana
    http://elblogderinconesdeljardin.blogspot.com/
    Web site: www.rinconesdeljardin.com.ar

    ResponderExcluir

"ESCOLHER A EDUCAÇÃO É ASSUMIR O COMPROMISSO COM O ALUNO E CONSIGO MESMO!"